Retrospectiva temporada 2017

O ano de 2017 foi de grandes desafios para Adenízia. A central defendeu pela segunda temporada seguida o clube italiano Savino Del Bene Volley Scandicci. No início, a equipe estava brigando pelas primeiras posições da Séria A1 da Liga Italiana, uma das mais equilibradas do mundo. O Savino chegou até a fase dos playoffs da competição, com a Adenízia sendo o maior destaque da equipe italiana. Foi premiada como a maior bloqueadora da competição, com 101 pontos no fundamento.

Devido as suas boas atuações, no início de maio foi convocada para defender a Seleção nos quatro compromissos do ano. Com a renovação da equipe, a central foi um dos pilares para as novas atletas, por ser mais experiente. O primeiro desafio foi o Montreux Volley Masters, em que Adenízia ajudou o Brasil a ser campeão. Na decisão, derrotou a Alemanha por 3 sets a 0.

Em agosto, a Seleção foi campeã do Grand Prix, com Adenízia entre os destaques. Em um jogo muito equilibrado, derrotou a Itália na final, por 3 sets a 2. O campeonato marcou o início do ciclo olímpico para Tóquio 2020.

No mesmo mês, estava com a Seleção na conquista do ouro no Campeonato Sul-Americano. A decisão terminou 3 sets a 0 para o Brasil, contra a Colômbia.

Em setembro se apresentou na Itália e disputou amistosos com a equipe, além de iniciar a briga pelas primeiras posições na Série A1 da Liga Italiana.

2 de Janeiro de 2018