Adenízia lidera bloqueios pelo terceiro ano consecutivo e faz história na Itália

Após o término da Serie A Italiana nesta segunda-feira (06), a central brasileira Adenízia liderou pelo terceiro ano consecutivo a estatística de bloqueios na Série A Feminina, o que é inédito na história da competição. Somando a temporada regular e os playoffs, a central do Savino del Bene Scandicci obteve 90 pontos de bloqueio, em 31 partidas disputadas.

 

Sobre os números expressivos e o recorde alcançado, a central comemorou a marca e projetou seguir evoluindo para transformar os números em títulos para a equipe de Scandicci.

 

“Liderar os bloqueios por três anos seguidos me deixa muito feliz, porque não é normal uma atleta conseguir essa marca. Eu sou muito agradecida a todos da comissão técnica e às meninas que me ajudaram. Espero que ano que vem seja melhor ainda e que a gente consiga conquistar o Scudetto”, afirmou.

 

Desde que se transferiu para a equipe italiana em 2016, a brasileira lidera todas as estatísticas de bloqueios na liga. Em 88 partidas disputadas nas últimas três temporadas, Adenízia possui 317 pontos de bloqueio e uma média de 0,97 por set. A segunda melhor bloqueadora, a também central Jovana Stevanovic, tem 98 pontos a menos.

 

Apesar do sucesso imediato, Adenízia ressaltou o aprendizado e adaptação no seu jogo que foi feita no início da sua trajetória no voleibol italiano.

 

“Aprendi muitas coisas, inclusive no bloqueio. Quando cheguei na Itália tive que reaprender os meus movimentos de bloqueio para me adaptar com o tipo de bola, que é muito diferente do Brasil. No voleibol brasileiro, tem uma diversidade muito grande de bola, umas jogam rápido, outras jogam alto, e na Itália elas jogam muito rápido. Para conseguir chegar nas atacantes, eu tive que aprender um novo jeito de bloquear”, contou.

9 de maio de 2019